Atendimento: (54) 3331-2921

A Escola que mais aprova no Brasil!

Noticias

Aeroclube de Carazinho adquire helicóptero para instrução

Depois de muito tempo buscando a implantação do curso de piloto de helicóptero, parte do processo foi completo, com a aquisição de uma aeronave, pelo Aeroclube de Carazinho. O helicóptero Robson 22, já está disponível para a instituição realizar vôos panorâmicos. Já o curso, ainda passará por homologação na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), para que as aulas possam ser iniciadas.

De acordo com o presidente do Aeroclube, Paulo Cesar Barboza, este já foi um grande passo para a consolidação do curso. “Por enquanto, podemos fazer vôos panorâmicos, mas, se alguém nos procurar para fazer voos de instrução em uma escola homologada, ainda não podemos. Mas, isso já é uma conquista. Veio ele e mais um avião, que incorpora nossa frota, com 14 aeronaves”, comenta, completando que entre 35 e 40 alunos estão realizando aulas práticas e, outros 30 a 35 nas aulas teóricas.

O Aeroclube de Carazinho oferece os cursos de piloto privado, piloto comercial, instrutor de vôo, lançador de pára-quedista, piloto de planador, piloto rebocador de planador, piloto agrícola e multi-motor IFR. “Para o curso de multi, demoramos um ano para conseguir a homologação, com o avião dentro de nosso hangar, devido a uma série de eventos que atrasaram esta liberação. Esperamos que para o helicóptero não seja tão demorado assim, então, dentro de uma expectativa normal, poderemos ter a homologação entre quatro e seis meses”, revela o presidente.

A implantação do curso de piloto de helicóptero é motivada pelo potencial de mercado de trabalho. “No interior do Estado, não temos um contato com o equipamento, mas, hoje, pega as capitais ou grandes cidades, existem inúmeros helicópteros voando. Com a descoberta do pré-sal, a procura pelos pilotos cresceu muito, para realizar o táxi-aéreo entre as plataformas de petróleo e a costa. Mesmo com uma estagnada neste setor, a tendência é que a procura pelos helicópteros tende a crescer, pois, o valor de um carro de luxo, blindado, é similar ao de uma aeronave, com a diferença de não enfrentar engarrafamentos”, reflete o presidente.

Ainda de acordo com ele, o mercado para pilotos de helicópteros continua promissor, tanto que os primeiros inscritos para o curso são profissionais que já atuam na área e querem deixar uma porta aberta. “A procura já existe. Felizmente, com a grande rotatividade de pilotos que temos aqui, vem gente do Brasil inteiro. No Rio Grande do Sul, são três escolas de aviação que ofertam o curso de piloto de helicóptero, mas, todas mais atreladas ao mercado de Porto Alegre. No interior do Estado, seremos a primeira, atendendo uma demanda não só regional, bem como de outros Estados”, observa.

O coordenador, Régis Gaist, destaca que o helicóptero transporta apenas duas pessoas, sendo específico para instrução de voo. “O mercado de trabalho está em expansão, por isso, o Aeroclube de Carazinho buscou mais esse curso de qualificação”, conclui.


Fonte: Diario da Manhã

02/09/2014

Veja também

Pesquisa sobre deriva comprova segurança da aviação agrícola

Pesquisa sobre deriva comprova segurança da aviação...

+ Detalhes

30/11/2017

AERONOEL- Evento Beneficente

AERONOEL- Evento Beneficente

+ Detalhes

22/11/2016